Titulo Internas - Notícias

Blog

null

Blogs

Os 6 desafios que os serviços de terceirização enfrentam

 

Os serviços de terceirização tornaram-se um aliado fundamental para todos os tipos de organizações. Com o surgimento da COVID, os processos de transformação digital das empresas tornaram-se protagonistas para as organizações. Por isso, os departamentos de TI tiveram que enfrentar - na verdade, até hoje - novos desafios que exigiam suporte externo para implementar novas ferramentas e otimizar o uso de recursos.

No entanto, o mercado de terceirização só vai crescer. Segundo dados da ResearchAndMarkets.com, o mercado de terceirização de serviços de TI deve atingir US$ 397,6 bilhões em 2025. E é que os cargos com maior tendência de terceirização são técnicos por três motivos: alto grau de especialização exigido; a rápida e constante evolução das competências tecnológicas e, por fim, o elevado nível de exigência. Neste contexto, as empresas recorrem a um fornecedor para aceder a este talento especializado que, em outras circunstâncias, não poderia colaborar no seu desenvolvimento.

Diante do surgimento do Outsourcing vinculado aos processos de transformação digital das empresas, os especialistas da Entelgy, The BusinessTech Consultancy, analisam os desafios que os prestadores de serviços de outsourcing enfrentam em um momento em que serão atores principais e fundamentais para muitas organizações.

 

Terceirização ágil

Nos últimos anos, estamos testemunhando uma incrível expansão do modelo Agile em todas as áreas profissionais, além do ambiente de desenvolvimento de software no qual ele se originou e se consolidou. 

Internalizar a mentalidade Agile requer uma transformação organizacional, mas acima de tudo, o maior desafio é o estabelecimento de novas estruturas contratuais que acomodem esse modelo. 

Tendências como modelos DevOps nas operações de TI, o surgimento da automação via RPA, inteligência artificial e assistentes virtuais que atuam como aceleradores desse modelo em Outsourcing, principalmente DevOps, framework que reduz significativamente a barreira entre os ambientes de Desenvolvimento e Operação de sistemas. Além disso, focar nas pessoas é fundamental para a transformação para a terceirização ágil.

 

Promova a comunicação entre a empresa e o pessoal externo

Desde a definição inicial do contrato de terceirização, o relacionamento entre cliente e parceiro deve ser gerenciado por meio de dois mecanismos essenciais em qualquer serviço de terceirização: Acordos de Nível de Serviço (SLAs) e o modelo de relacionamento. A ANS ajuda a ter uma visão clara sobre o desempenho do serviço por meio de uma série de indicadores definidos antes do início das obras. 

O modelo de relacionamento, por sua vez, define o quadro de ação adequado para facilitar a comunicação entre ambas as partes.

Além disso, estabelece três níveis de atuação: operacional, tático e estratégico para organizar, analisar e supervisionar a evolução do serviço.

 

Transparência durante o processo de trabalho

Qualquer processo de mudança pode impactar as operações da organização. Por isso, é fundamental contar com um arcabouço adequado para realizar projetos de mudança em um ambiente de confiança. 

No caso de Outsourcing, haverá uma equipe que ficará responsável pelas operações diárias e outra equipe que participará parcialmente da transformação. 

O ideal é ter um único interlocutor que, durante as mudanças geradas pelo próprio processo, garanta o cumprimento dos níveis de serviço pactuados e sempre facilite o acesso a essas informações, promovendo um trabalho transparente. 

 

Vá um passo além do contrato de terceirização

 Na maioria dos casos, um serviço é estabelecido pelo seu escopo na organização e por uma série de indicadores previamente definidos entre as duas empresas, que irão medir a qualidade do serviço prestado. 

Se o fornecedor mantiver esses níveis no verde, a percepção pode ser correta por parte da empresa, porém não é suficiente. 

O prestador de serviços deve ser capaz de ir um passo além do operacional, vinculando esses indicadores à evolução do negócio, tomando iniciativas como, por exemplo, oferecer suporte para reduzir o número de incidentes, automatizar parte das tarefas ou aconselhar sobre adoção de novas tecnologias.

 

Escolha da metodologia correta

Nem todas as organizações são iguais e não existe uma maneira única de realizar uma transformação digital que funcione para todas as empresas. No entanto, foi detectada uma série de diretrizes que permitem classificar esses processos de trabalho na Terceirização de três formas principais. 

No primeiro, um produto ou solução de mercado existente é adaptado. O segundo deles consiste na otimização do modelo operacional ou de gestão e o último, no desenvolvimento interno de novas capacidades ou funções que o negócio exige e que não estão disponíveis no mercado. 

Para isso, é necessário realizar um estudo preliminar no qual vários parâmetros estão incluídos como objetivos que a empresa pretende atingir, em que medida a transformação digital afeta ou como podem melhorar os processos.

 

Segurança

Hoje em dia os fornecedores de Outsourcing devem zelar para que este serviço seja realizado com as máximas garantias de segurança para todas as partes. 

As empresas devem confiar em um ator externo à sua organização, portanto, os membros da equipe que vão realizar este serviço devem estar cientes das políticas de segurança cibernética da empresa em que vão trabalhar para evitar possíveis vazamentos de informações. 

Os trabalhadores que vão realizar o processo de Outsourcing serão mais uma força da empresa e terão de se adequar aos padrões da empresa. A confiança é fundamental em um relacionamento de terceirização e ambas as empresas devem trabalhar para fortalecê-la. 

“Graças aos compromissos de eficiência de custos, melhoria e qualidade, as empresas incorporaram naturalmente a terceirização de serviços de TI em sua estratégia. No entanto, a barra continua a subir e novas demandas exigem serviços que forneçam valor ao negócio de maneiras novas e diferentes. " garante Fernando Naranjo, diretor de Entelgy Outsourcing. "Na Entelgy trabalhamos constantemente para oferecer um serviço de qualidade que agregue valor aos nossos clientes. Também estamos com eles desde a fase de concepção inicial até a manutenção e posterior suporte."


Sobre Entelgy

Entelgy, The BusinessTech Consultancy, é um acelerador de transformação para aqueles que precisam se manter competitivos em um mundo em rápida mudança. O seu principal objetivo é proporcionar o máximo valor aos seus clientes na descoberta, adoção, consolidação e manutenção de novas tecnologias que potenciem os seus negócios, protegendo sempre os seus ativos.

A Entelgy é uma empresa global fundada em pessoas e com um modelo de negócios de desenvolvimento sustentado a longo prazo e 1.900 profissionais. Tem uma oferta de alto valor, com escritórios e centros de competência na Espanha, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e EUA.

 

0
00

Mais Entradas de Blog

thumbnail
thumbnail
Comentar